O movimento circulatório do capital e sua importância para o desenvolvimento econômico do setor terciário

Saiba como funciona o movimento circulatório do capital e descubra sua importância para o desenvolvimento econômico do setor terciário. Leia o artigo e saiba mais!

Introdução

A produção desse artigo, intitulado de “O movimento circulatório do capital e sua importância para o desenvolvimento do setor terciário“, é fruto da contribuição excepcional que um estudante da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) pôde fazer para a produção de conteúdo da Humanizae.

Universidade Federal de Santa Catarina

Leia também: Missão na educação da Humanizae

Gratificado com um desempenho excepcional na prova de Geografia do Comércio e do Serviço do curso de Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mateus concordou em adaptar a prova para criar conteúdo digital.

Para isso, a Humanizae manteve a produção original da prova (exceto pela quebra de linha dos parágrafos) e preocupou-se apenas em organizar os conteúdos pelas Headlines: As 3 fases do capital, O processo de desenvolvimento do setor terciário e o movimento circulatório do capital e Considerações finais.

As 3 fases do capital

Ao longo de seu movimento circulatório, o capital passa por três fases:

  1. Fase dinheiro; 
  2. Fase produtiva;
  3. Fase mercadoria;

Durante esse processo, o capital passa por transformações e, portanto, pode ser identificado não somente na forma de dinheiro, mas também como mercadoria a partir da transformação do dinheiro investido em máquinas, mão de obra e matéria prima que resultam no produto.

O processo pelo qual o capital se transforma pode ser explicado a partir do seguinte esquema:

D – M – P – M¹ – D¹

D = Dinheiro

M = modos de produção, matéria prima e mão de obra

P = Processo produtivo

M¹ = Mercadoria com mais-valia

D¹ = D + Mais-valia

O processo de desenvolvimento do setor terciário e o movimento circulatório do capital

Diferentemente do processo mercantil, no qual mercadoria se transforma em dinheiro e esse dinheiro se torna em mercadoria (M-D-M), na economia capitalista o processo produtivo se inicia com um grande investimento inicial (fase dinheiro) que se transforma em meios de produção e a matéria prima necessária para a confecção do produto.

Reunidos os elementos necessários para a produção, o capital passa para a fase produtiva e é nesse momento em que é extraída a mais-valia, no momento em que a exploração mão de obra acresce valor à matéria prima a partir dos meios de produção e esse excedente é tomado pelo capitalista no momento em que esse valor adicional se soma ao valor final da mercadoria, quando o capital entra na fase mercadoria.

Nesse momento o dinheiro obtido pela venda dos produtos é maior do que o valor investido na produção – já que a mais-valia obtida ao longo do movimento adicionou valor aos produtos – e o capital entra nesse ciclo em que dinheiro gera mais dinheiro.

De maneira simplificada, o processo produtivo do capital pode ser descrito pela equação D – M – D.

Ocorre que este é um longo e complexo processo de transformação de matérias primas em mercadorias e a venda desses produtos, de modo que a especialização de determinados setores desse movimento pode gerar barateamento nos custos de produção. Surge então a divisão capital industrial (CI) e capital comercial (CC).

O CI passa a se ocupar somente de uma parte do movimento circulatório do capital, se responsabilizando pelas etapas D – M – P – M¹ e o CC se ocupa em distribuir e realizar a mercadoria, transformando-a em dinheiro novamente. É nesse contexto de especializações que o setor terciário se diversifica e se intensifica, na busca pelo mercado mais eficiente.

O setor dos serviços se apresenta das mais diversificadas maneiras, auxiliando na manutenção do capital em suas diferentes fases, participando tanto no processo produtivo quanto na distribuição do produto.

Já o comércio é a atividade na qual a mercadoria se realiza (a venda do produto) e, portanto, pode ser considerado o último estágio da produção capitalista. No entanto, a repartição do processo produtivo entre CI e CC reparte também a mais-valia do processo produtivo, afinal de contas é neste momento que o verdadeiro lucro capitalista é extraído.

Lapidus e Ostravitianov (1979) apontam que no processo de circulação da mercadoria não é acrescido valor algum ao produto, o valor deste vai simplesmente se restituindo ao longo de sua trajetória, já que o preço final é obtido em M e P, a diferença entre o preço final e o preço oferecido pelo capitalista industrial ao capitalista comercial é o lucro das atividades comerciais.

Serviços

Com o aumento da complexificação do processo produtivo em função da eterna busca pela maior eficiência de produção e consequentemente a maximização dos lucros, as empresas foram progressivamente se tornando menos capazes de condizer com esse nível de desenvolvimento e os serviços especializados que antes eram um recurso passaram a se tornar uma necessidade.

A ascensão do setor dos serviços representa também uma nova formulação dos modelos econômicos pois seu enquadramento na economia também significa que as empresas passam a reduzir o número de atividades realizadas pelos próprios funcionários e a terceirizar atividades as quais a mesma era responsável anteriormente. Desse modo, percebe-se que a especialização generalizada ao longo do processo produtivo se intensificou em conjunto com a intensificação dos lucros.

É interessante observar que o valor antes gasto pela empresa para a manutenção do produto dentro do processo produtivo é agora transferido para os gastos realizados com os serviços.

A possibilidade de redução de custos adicionais, redução de riscos e a qualidade do serviço disponível tornam-se grandes atrativos para essa transferência do capital e desse modo a utilização de serviços não altera (ou não altera significativamente) o valor global do produto.

A terceirização é o procedimento realizado por empresas privadas ou estatais de contratar uma outra empresa prestadora de serviço para realizar tarefas relacionadas à circulação do capital. Desse modo a empresa contratante pode ter acesso à um serviço especializado e por vezes muito mais seguro do que se fosse ser realizado por ela própria.

Esse ato gera economias no processo produtivo e a transferência dos valores de custo dessa operação para a empresa contratada. O boom industrial vivenciado no final do século XX foi também o momento em que esse tipo de ação mais se intensificou.

A necessidade de serviços especializados aumentou em conjunto com o aumento do lucro capitalista e as empresas passaram, cada vez mais, a realizar menos tarefas do que faziam antigamente.

A terciarização é a ampliação do setor terciário da economia, também conhecido como setor do comércio e serviços. Essa ampliação pode ser entendida como uma política de investimentos direcionada a esse setor ou um fenômeno econômico incitado pelo desenvolvimento do capitalismo industrial.

Nas atividades terciárias se encontra o momento final de circulação do capital e por isso deve existir proporcionalidade da infraestrutura do capital industrial e do capital comercial. Nesse sentido, o setor terciário tem o poder de dinamizar a circulação do capital.

Texto base:

LAPIDUS; OSTROVITIANOV. Princípios de economia política: volume II. Rio de Janeiro: Aldeia Global, 1979. (53-63).

Considerações finais

A Humanizae convidou o Mateus a publicar o conteúdo na página porque, com esta prova, podemos observar o resultado de uma análise científica de um objeto de tamanha influência na sociedade atual, o capital.

Com o uso da mais-valia e de outros recursos capitalistas, o setor terciário passa a desenvolver-se desenfreadamente a partir do século XX para especializar serviços e solucionar grandes problemas corporativos.

Dessa forma, é interessante notar como o capital articula novos recursos que alteram profundamente as dinâmicas sociais às quais estamos expostos.

Por exemplo, agora, em um século XXI pós-pandêmico, parece que o capital articula uma nova forma de reproduzir-se: o setor quaternário.

Com a institucionalização dos recursos digitais, grandes organizações fazem grandes investimentos para articularem suas campanhas através da internet. Assim, podemos observar a ascensão de um novo setor de serviços surgindo, que existe e interage exclusivamente no meio digital.

O desenvolvimento do setor quaternário abrange os diversos serviços prestados pelo Marketing Digital e Programação, sendo muito visados por grandes empresas para articular estratégias de comunicação voltadas para a divulgação de ativos digitais que visam a transformação das dinâmicas sociais tradicionais.

Dessa forma, o estudo sobre o movimento circulatório do capital mostra-se muito importante para compreendermos como a economia impõe o desenvolvimento tecnológico para a sociedade experienciar novos hábitos e comportamentos.

Entender como os desenvolvimentos dos setores econômicos funcionam pode ser uma ótima maneira de antecipar oportunidades que possam surgir com o movimento do capital.

Mas, para isso, é necessário preparo e estudo para compreender os fatores que influenciam o resultado e o desenvolvimento do capital na sociedade. Para isso, o curso de Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) mostra uma qualidade excepcional em desenvolver o conhecimento crítico voltado ao estudo sobre o espaço geográfico que vivemos.

Navegue pelo nosso site para encontrar mais conteúdos para o seu desenvolvimento!

Acesse o portal das humanidades e saiba mais sobre humanização!

Até mais 🙂

humanizae

Categories:

Comments are closed

Leia também

image 8
Poemas completos de Fernando Pessoa Fernando Pessoa é um dos maiores poetas da literatura portuguesa e uma das figuras mais emblemáticas da poesia moderna. Por isso, ler os Nascido em Lisboa em 1888, Pessoa é conhecido por sua vasta obra literária, que inclui não apenas seus […]
image 7
AMI: O menino das estrelas – Enrique Barrios Clique na imagem abaixo e leia o livro AMI: O menino das estrelas de Enrique Barrios de graça agora mesmo: Conheça agora a obra AMI: O menino das estrelas e desperte um mundo novo de imaginação. Leia o […]
image 5
Visão do Paraíso – Sérgio Buarque de Holanda Leia o livro Visão do Paraíso de Sérgio Buarque de Holanda de graça agora mesmo clicando na imagem abaixo: Descrição Conheça agora a obra Visão do Paraíso e tenha uma referência para a cultura brasileira. Leia o artigo […]
image 2
O pequeno príncipe – Antoine de Saint-Exupéry Leia agora a obra O pequeno príncipe de Antoine de Saint-Exupéry de graça: Conheça agora a obra O pequeno principe e tenha uma literatura infanto-juvenil impactante para a subjetividade. Leia o artigo sobre e saiba mais! Sobre Antoine de […]
image 1
O caçador de pipas – Khaled Hosseini Leia agora a obra O caçador de pipas de Khaled Hosseini de graça: Sobre Khaled Hosseini Khaled Hosseini é um escritor e médico afegão-americano. Ele é mais conhecido por seus romances, incluindo “O Caçador de Pipas” e “A Cidade […]
image
A Divina Comédia – Dante Alighieri Leia a obra A Divina Comédia de Dante Alighieri de graça agora mesmo: Sobre Dante Alighieri Dante Alighieri, nascido Durante di Alighiero degli Alighieri em Florença no ano de 1265, é um dos poetas mais importantes da literatura ocidental. Além […]